Aromaterapia: O que você precisa saber – Guia Completo

Aromaterapia é o método terapêutico que usa fragrâncias ou óleos essenciais para melhorar o bem estar físico, psicológico e emocional de uma pessoa.

A aromaterapia é ainda uma forma de obter resultados em tratamentos utilizando óleos essenciais puros extraídos das sementes, raízes e folhas, que são obtidos através de algumas técnicas para sua extração.

Portanto, é utilizada como medicina alternativa por trabalhar com produtos naturais e puros, reagindo de forma positiva no sistema nervoso e nas emoções. Ela é uma terapia complementar ou seja um forte aliado da natureza.

Não fornece cura para doenças, erupções cutâneas ou problemas similares. Porém, pode apoiar o tratamento convencional de várias condições.

 

Aromaterapia com óleos essenciais
Frascos com óleos essenciais utilizados na aromaterapia

Benefícios da Aromaterapia através dos Óleos Essenciais

A utilização da Aromaterapia e dos óleos essenciais já existe há quase 6.000 anos, e a cada dia mais pessoas estão conhecendo e aprovando a forma de uso bem como todos os benefícios. Com o objetivo de melhorar a saúde ou o humor de uma pessoa. Os aromas liberados pelos óleos essenciais tem a função de estimular diferentes partes do cérebro contribuindo para:

  • Promover o bem estar
  • Melhorar o humor
  • Fortalecer o sistema imunológico
  • Aliviar tensões
  • Reduzir os sintomas de ansiedade
  • Aliviar insônia e depressão
  • Melhorar cólicas, asma e resfriados
  • Fadiga
  • Dores musculares
  • Dores de cabeça
  • Problemas circulatórios
  • Distúrbios menstruais
  • Disfunções da menopausa
  • Alopecia, ou perda de cabelo

Na Aromaterapia existe um profissional especializado ou até mesmo naturopatas capazes de indicar o óleo essencial correto para cada caso específico. É importante sempre consulta-los.

 

Óleos essenciais em uma mesa com flores, utilizados na aromaterapia

Como fazer uso de Óleos Essenciais na aromaterapia

Para muitas pessoas pode ser uma descoberta nova, no entanto, o uso de óleos essenciais vem de antigas civilizações. Na Grécia, China, Roma, Índia e até Egito as pessoas fizeram e ainda fazem uso da Aromaterapia com óleos, perfumes e incensos como um método curativo ou terapêutico para melhorar o estado físico e emocional.

Na Aromaterapia só se utiliza óleo essencial 100% puro, de origem botânica conhecida e com sua composição química completa como a natureza produziu, em vez de usar toda a planta ou parte dela.

A forma mais indicada e que absorve mais benefícios de utilizar os óleos essenciais é através da inalação, mas existem diversas formas de uso, tudo depende de qual área necessita de cuidados.

Para fazer uso de óleos essenciais em casa ou até mesmo no trabalho é preciso tomar alguns cuidados, porque geralmente eles são bem concentrados e o contato direto com a pele pode desencadear um processo alérgico.

 

Utilize um óleo transportador para diluir os Óleos Essenciais

Por esse motivo, é necessário utilizar os chamados óleos carreadores ou transportadores ( o que é óleo carreador?), usados para diluir o óleo essencial diminuindo sua concentração – função assumida pelos óleos vegetais, como o de copaíba, amêndoas doces, de coco ou semente de uva.

A melhor opção é usar um difusor de ambiente ou aromatizador, que podem ser na versão elétrica ou à base de velas, e têm efeito mais prolongado. Além de proporcionar um cheiro agradável, os óleos de Aromaterapia podem proporcionar desinfecção respiratória, descongestionante e benefícios psicológicos.

A inalação de óleos essenciais estimula o sistema olfativo, a parte do cérebro conectada ao cheiro, incluindo o nariz e o cérebro.

Massagear a área onde o óleo será aplicado pode aumentar a circulação e a absorção.

Alguns argumentam que áreas mais ricas em glândulas sudoríparas e folículos capilares, como a cabeça ou as palmas das mãos, podem absorver os óleos com mais eficiência. Confira abaixo algumas funções dos óleos essenciais.

 

A função essencial de cada óleo

Cada óleo essencial essencial utilizado na aromaterapia é responsável por agir em áreas específicas, vejamos alguns deles:

Óleo essencial Para que serve – qual a utilidade?
Alecrim Cansaço mental, falta de memória, dificuldade de concentração, dor de cabeça, enxaqueca, dores musculares e dores articulares e promove crescimento de cabelo.
Lavanda Excesso de estresse, dor de cabeça, resfriados, insônia e problemas respiratórios.
Canela Cansaço físico ou mental, tonturas, irritabilidade, dor de cabeça, falta de concentração, cólicas menstruais e dificuldade em relaxar.
Jasmim É afrodisíaco, trata a diminuição da libido, problemas respiratórios, excesso de estresse, depressão e tensão muscular. Como estimulante, pode aumentar o fluxo sanguíneo peniano
Bergamota Excesso de estresse, depressão, ansiedade, infecções da pele, má digestão.
Camomila Excesso de estresse, tensão muscular, depressão e inflamação do sistema urinário.
Eucalipto Problemas respiratórios, dor de cabeça, enxaqueca, dores musculares, febre e tensão muscular.
Limão Falta de concentração, ansiedade, excesso de estresse, falta de energia, sistema imune enfraquecido, dor de cabeça, má digestão e febre.
Sândalo Dor no peito, excesso de estresse, tensão muscular, trata a diminuição da libido por ser afrodisíaco.
Ylang-Ylang Ansiedade, excesso de estresse, dor de cabeça, náuseas, pressão alta, problemas intestinais ou redução no crescimento de pelos.

 

Mulher usando óleos essenciais na aromaterapia como opção de tratamento

Óleos essenciais e suas opções de tratamento

O óleo essencial de Manjericão – é a melhor opção para tratamento de distúrbio bipolar, síndrome do pânico, fobias, ansiedade e estresse, usado também para aumentar a concentração e se mostra ainda eficaz em aliviar dores de cabeça. No entanto, deve ser evitado durante a gravidez.

Confira também os 5 óleos essenciais para aliviar dores de cabeça e enxaqueca.

O óleo essencial de Bergamota – é particularmente útil no tratamento das infecções da boca, pele e do trato respiratório e urinário, podendo também ser usado para regular o apetite.

Quando combinado com óleo essencial de eucalipto, pode ajudar a aliviar problemas de pele, incluindo aqueles causados ​​por estresse e catapora .

O óleo essencial de Pimenta do reino – é usado para estimular a circulação, dores e dores musculares e contusões. Combinado com óleo essencial de gengibre, é usado para reduzir a dor da artrite e melhorar a flexibilidade. Ajuda a estimular o apetite, desintoxicar o organismo e trata a síndrome do intestino irritável.

O óleo essencial de Citronela – é um parente do capim-limão e atua como repelente de insetos,  e age energeticamente no ambiente, ajuda também no tratamento de artrite, sinusite, reumatismo e congestão nasal.

O óleo essencial de Cravo-da-índia – é um analgésico tópico usado para dor de dente. Também é usado como ante emético (evitar o vômito) antiespasmódico, para prevenir vômitos e náuseas, e como carminativo, prevenindo gases no intestino. Possui propriedades antimicrobianas, antioxidantes e antifúngicas .

O óleo essencial de Gerânio pode ser usado para problemas de pele, para reduzir o estresse e como repelente de mosquitos.

Eficiente também em tratamentos anti-acne, para cura da ansiedade, depressão, insônia e dor de garganta. As propriedades antibacterianas e antimicrobianas desse óleo ajuda a evitar o desenvolvimento de bactérias e germes em feridas.

O óleo essencial de Tea Tree (óleo essencial árvore do chá) – é um dos óleos essenciais mais versáteis que existe, possui qualidades antimicrobianas, antissépticas e desinfetantes.

É geralmente usado em shampoos, desodorantes e produtos para cuidados com a pele, para tratar acne, queimaduras e picadas. Pode ser usado como enxaguante bucal, mas nunca deve ser engolido, pois é tóxico.

O óleo essencial de tomilho – é um poderoso antifúngico e bactericida. Excelente para estresse fadiga, insônia, bronquite, dor de cabeça, sinusite, inflamação nos rins, gastrite e dores reumáticas e musculares. Seu aroma quente e desinfetante age positivamente nas pessoas que com debilidade física. É fortalecedor do trato digestivo.

O óleo essencial de Yarrow – é exótico e raro, com um aroma limpo e vívido usado para tratar sintomas de resfriado e gripe e ajudar a reduzir a ansiedade. Ele também é perfeito para ser borrifado em ambientes ou em lugares que tenha grande concentração de pessoas.

 

Utilizando um óleo transportador

O óleo essencial para uma massagem será misturado com um óleo transportador ou carreador, que dilui o óleo e fornece lubrificação, evitando ainda possíveis alergias quando em contato direto com a pele.

Ao utilizar óleos essenciais, as moléculas que entram no nariz ou na boca passam para os pulmões e, a partir daí, para outras partes do corpo.

À medida que as moléculas atingem o cérebro, elas afetam o sistema límbico, que está ligado às emoções, batimentos cardíacos, pressão arterial, respiração, memória, estresse e equilíbrio hormonal.

Como está tudo interligado em no corpo, ao usar os óleos essenciais, nós sentimos uma melhora em todo o nosso organismo.

É preciso levar em consideração que produtos “naturais” também são produtos químicos e podem ser perigosos se usados ​​de maneira errada. É importante seguir os conselhos de um profissional treinado ao usar óleos essenciais como um Aromaterapeuta ou Naturopata.

Faça um teste de sensibilidade

Sempre faça um teste de alergia antes de usar um novo óleo essencial. Dilua o óleo essencial de sua escolha em um óleo transportador com o dobro da concentração que você planeja usar.

Esfregue a mistura em uma área do tamanho de um quarto no interior do antebraço. Se não houver resposta alérgica dentro de 24 a 48 horas, deve ser seguro usá-lo.

 

Óleos essenciais na aromaterapia para banho
Óleos essenciais na aromaterapia para o banho

Óleos Essenciais para o banho

A hora do banho é uma ótima pedida para usar óleos essenciais através da vaporização, onde você pode inalar a água e o aroma aliado com os benefícios da massagem aliviando sintomas físicos e emocionais, proporcionando uma sensação de bem estar e relaxamento quase que imediato.

A preparação para o banho é muito simples: se houver uma banheira deve-se enche-la com um pouco de água morna e depois adicionar gotas do óleo essencial de sua escolha até obter o aroma desejado.

Na falta da banheira é possível usar uma bacia e deixa-la dentro da área de banho. Uma dica para usar no banho é o óleo essencial de lavanda. Esse óleo em especial é indicado para ajudar nos casos de estresse emocional, falta de sono e para casos de muita ansiedade.

 

Óleos Essenciais em massagem

Uma das maneiras mais procuradas de utilizar óleos essenciais é através de uma boa massagem, talvez pela sensação de relaxamento e bem estar que ela proporciona e também pelo contato direto do óleo com a pele provocando uma absorção rápida e direta.

Esse método é perfeito para tratar dores musculares, nas articulações, infecções e problemas na pele. Para esse tipo de utilização é imprescindível fazer a diluição do óleo essencial com um óleo vegetal para evitar um quadro alérgico. Feito isso é só utilizar as mãos massageando a área desejada.

Lembrando que a mistura pode ser feita com até 5 óleos essenciais, para garantir que não surja alterações das moléculas e consigam ser absorvidas pela pele.

 

Óleos Essenciais no aromatizador

Nesse método pode ser utilizado um aromatizador ou difusor de óleos essenciais elétrico ou caseiro, onde o objetivo é criar uma nuvem de vapor que vai se espalhar por todo o ambiente liberando o aroma desejado.

O processo é simples, no caso do aromatizador elétrico, basta adicionar 2 ou 3 gotas, do óleo escolhido, no interior do aparelho com água, ligar e deixar que ele faça o trabalho.

Faça você mesma um aromatizador caseiro, basta colocar algumas gotas de óleo de sua escolha em um recipiente com água fervendo. Na medida que a água for evaporando o aroma é liberado.

 

Evaporização de Óleo Essencial

A evaporização é uma técnica antiga e muito eficiente, é muito utilizada pela praticidade e economia. Adicione  algumas gotas de óleo em bolinhas de algodão ou em um pano limpo.

Isso faz com que o vapor deixa um aroma no ambiente. Esse método é ideal para ser utilizado no ambiente de trabalho

 

Óleos Essenciais para inalação

A inalação com óleos essenciais na Aromaterapia é uma das maneiras mais eficazes de absorver as propriedades terapêuticas de cada óleo e uma excelente forma de descongestionar as vias respiratórias e promover um processo de limpeza da pele de dentro para fora.

Existem 2 formas para a técnica de inalação para diferentes finalidades, são elas:

1- Inalação seca – Pingar 5 gotas de óleo essencial em um pedaço de pano e aspirar. Esse método é bastante eficaz para desobstruir as vias respiratórias e combater tosses e resfriados.

Óleos essenciais indicados: OE de Eucalipto, OE de hortelã-pimenta e Óleo essencial de alecrim.

2 – Inalação úmida – é o tipo de inalação mais comum utilizado hoje em dia na Aromaterapia, pingando até 6 gotas de óleo essencial em 2 litros de água quente gerando vapor o suficiente para poder inalar.

É preciso ter cuidado com a temperatura da água para não ocorrer acidentes.

Coloque o recipiente com a água quente bem próximo ao rosto e cubra a cabeça com uma toalha, tipo improvisando um inalador. Faça isso, para inalar o vapor por completo, repita essa inalação por 5 a 10 minutos, de bônus você ganha a desobstrução dos poros da pele.

 

Atenção para Óleos Essenciais usados em crianças

A técnica, quando realizada em crianças, precisa ser supervisionada 100% do tempo e pode ser aplicado 3 gotas de óleo essencial para cada 2 litros de água. Sempre que o intuito for tratar as vias respiratórias ou problemas dessa natureza, os óleos essenciais mais indicados são os herbais e cítricos como:

  • Eucalipto
  • laranja
  • Capim limão
  • Citronela
  • Alecrim
  • Toranja
  • Mandarina

Confira ainda um artigo onde falamos sobre os óleos essenciais para bebês e crianças.

 

Mulher sendo massageada com óleo essencial por um profissional

Usando Óleos Essenciais com responsabilidade

O aromaterapeuta é um profissional qualificado com conhecimentos técnicos. Os tratamentos indicados por esse profissional serão adequados às necessidades físicas e mentais do indivíduo.

Com base nessas necessidades, o mesmo pode recomendar um único óleo ou uma mistura, no entanto, um aromaterapeuta é diferente de um massoterapeuta.

 

O que é importante lembrar?

Cada óleo essencial tem sua própria composição química e motivo de uso. Caso prefira fazer tratamentos com uso de óleos essenciais, procure alguém capacitado, para ter melhor orientação.

Um profissional treinado pode recomendar e ensinar como usar cada produto, dando instruções adequadas sobre a aplicação ou diluição.

Como os medicamentos, os óleos essenciais devem ser tratados com respeito. É importante procurar sempre aconselhamento profissional e seguir as instruções cuidadosamente.

 

Cuidado ao fazer Terapia com Óleos Essenciais

Como os óleos essenciais causam reações no corpo, nem todos os óleos beneficiarão a todos. Compostos químicos em óleos essenciais podem produzir efeitos adversos quando combinados com medicamentos.

Eles podem reduzir a eficácia dos medicamentos convencionais ou podem agravar as condições de saúde do indivíduo.

Uma pessoa que sofre de pressão alta, deve evitar estimulantes, como no caso o óleo essencial de alecrim.

Alguns compostos, como óleo essencial de erva-doce, anis e sálvia sclarea, agem de maneira semelhante ao estrogênio; uma pessoa com tumor na  mama ou ovário, que faz tratamento com medicamentos que contém estrogênio deve evitá-los.

Os produtos concentrados podem ser venenosos antes da diluição e devem ser manuseados com cuidado. Recomenda-se uma concentração máxima de 5%.

Alguns óleos produzem toxinas que podem causar danos ao fígado, rins e sistema nervoso, especialmente se tomados internamente. A ingestão de óleos essenciais pode ser perigosa e fatal em alguns casos.

Veja também: Óleos essenciais como usar corretamente?

Indivíduos com qualquer uma das seguintes condições devem ter cuidado extra ao usar Aromaterapia:

  • Alergias
  • Asma
  • Condições da pele como eczema ou psoríase Epilepsia
  • Hipertensão ou pressão alta

Se o óleo tiver que ser misturado com um transportador, o indivíduo deve informar ao aromaterapeuta ou massoterapeuta sobre qualquer alergia a nozes. Exatamente pelo fato desses óleos transportadores, serem feitos de nozes e suas sementes.

Aromaterapia em alguns casos pode apresentar efeitos colaterais, que não demoram para passar.

Eles incluem:

  • Náuseas
  • Dores de cabeça
  • Algumas reações alérgicas

Uso de Aromaterapia por mulheres

Em pesquisas realizadas sobre o uso da aromaterapia em mulheres grávidas ou amamentando, não foi comprovado que seja seguro. Durante o primeiro trimestre da gravidez, a aromaterapia pode representar um risco para o feto em desenvolvimento.

Nesse período de amamentação natural, é importante ressaltar que deve ser evitado o uso do óleo essencial de hortelã-pimenta, uva vez que pode ser prejudicial para o bebê.

Os óleos essenciais derivados de citros podem tornar a pele mais sensível à luz ultravioleta, aumentando o risco de queimaduras solares .

 

Óleos Essenciais e uso de medicamentos

Alguns óleos podem afetar a função dos medicamentos convencionais, portanto, as pessoas que estão usando medicamentos de qualquer tipo devem primeiro consultar um farmacêutico ou médico qualificado. 

Finalmente, ao armazenar óleos essenciais, é importante estar ciente de que luz, calor e oxigênio podem afetar a integridade do óleo.

Os produtos devem provir de uma fonte respeitada e confiável, para garantir a qualidade. Seguir as instruções cuidadosamente reduz o risco de comprometer a saúde do usuário.

Em partes da Europa Ocidental, a aromaterapia é incorporada à medicina convencional como terapia antisséptica, antiviral, antifúngica e antibacteriana. Entre outras coisas, pode ajudar a aliviar alguns tipos de dores.

Nota: Os óleos essenciais não são medicamentos, e sim uma opção de tratamento natural, e em caso de dúvida, sempre se informe antes com seu médico de confiança. Recomendamos o Curso de Aromaterapia e Óleos Essenciais, para saber mais clique na imagem abaixo!

 

Curso de Aromaterapia e Óleos Essenciais

 

Para conhecer mais sobre o poder e todos os benefícios dos óleos essenciais, confira outros assuntos de seu interesse e continue nos acompanhando em nossas redes sociais.

Obrigada e até a próxima!

meus oleos essenciais

Óleos essenciais utilizados na aromaterapia proporcionam benefícios para a saúde
Os óleos essenciais são substâncias sintetizadas, armazenadas e liberadas pelas plantas. Sendo completamente de origem vegetal, os óleos essenciais proporcionam benefícios para a saúde e bem-estar físico e emocional por meio da aromaterapia.

Compartilhe!