A diabete tem relação com a saúde bucal?

Já parou para pensar na relação dos diabéticos e saúde bucal? A diabetes, uma doença causada pelo aumento da glicose no sangue, afeta boa parte da população brasileira, cerca de 8% das pessoas sofrem com essa condição.

Os especialistas da área estão cada vez mais empenhados em identificar e tratar pessoas com esse quadro, e essa missão inclui o profissional dentista.

Os impactos da diabete na saúde do paciente

A ciência descobriu que pacientes com diabetes têm maiores possibilidades de desenvolver problemas bucais causados pelo desequilíbrio da glicemia e interferência na produção salivar. Isso os deixa mais vulneráveis à infecção.

Doenças como a gengivite e a periodontite, estágio mais agravado da inflamação na gengiva que, inclusive, afeta os ossos, são os problemas mais encontrados entre os diabéticos. Essa inflamação altera o nível glicêmico desses pacientes.

Pacientes nessas condições costumam ter problemas na cicatrização, além de alterações fisiológicas, que diminuem a capacidade imunológica, o que causa mais infecção.

Por esse motivo, os diabéticos precisam ser tratados de forma interdisciplinar. Deve-se orientá-los a buscar a melhor qualidade de vida possível. 

Conheça os fatores bucais que afetam a diabete

Os diversos tipos de doenças bucais podem ser causadas por variados fatores, que vão desde a falta de cuidados diários com a boca, até a falta de alguns nutrientes importantes para o organismo. Conheça as principais causas:

  • Falta de higiene bucal;
  • Falta de acompanhamento com um profissional;
  • Doenças emocionais;
  • Falta de nutrientes;
  • Má alimentação.

Uma higiene bucal pobre ou a falta dela é uma das maiores causas de inúmeras doenças bucais. As bactérias e os restos de alimentos que estão dentro da boca podem causar infecções, fungos e diversos outros problemas.

Qualquer pessoa está suscetível a apresentar doenças bucais. Esses problemas, quando identificados no começo, é muito mais fácil de tratá-los e eliminá-los. Por esse motivo, as visitas frequentes ao dentista são de tamanha importância.

Principais causas de doenças bucais

Algumas doenças da boca podem ser causadas por excesso de açúcar, estresse e problemas emocionais. Aftas e mau hálito podem tentar dizer que algo não está bem em seu organismo.

Muitos nutrientes são de extrema importância para o organismo. Além do cálcio, a vitamina C evita o sangramento na gengiva e a perda de massa óssea. Ela também ajuda a combater o câncer de boca.

A vitamina D é importante para absorver  o cálcio, considerado o nutriente mais importante para os dentes. Algumas rachaduras na língua são causadas por minerais e ferro.

Doenças bucais mais comuns

  • Cárie;
  • Gengivite;
  • Periodontite;
  • Halitose.

Tratamentos para as doenças bucais mais comuns

Para as cáries o tratamento depende do avanço em que o problema está. No início,  uma obturação pode resolver. 

Em casos mais avançados, é preciso repor a coroa do dente ou recorrer a um tratamento de canal que, no caso de diabetes, deve ser feito uma reunião com os especialistas indicados.

A assimetria da arcada dentária também pode ser resolvida com o uso de um aparelho de porcelana que também irá ajudar na aparência e estética do sorriso.

As gengivites em estado inicial, podem ser tratadas com uma boa escovação orientada pelo dentista. Se o caso for avançado, pode ser indicado fazer uma raspagem ou usar medicamentos para combater a doença.

Para tratar uma periodontite, pode ser usado medicamentos ou até cirurgias. É preciso manter um acompanhamento com o profissional dentista, para evitar que o problema fique mais grave.

No caso da halitose, o tratamento vai depender da causa. Quando o problema é gastrointestinal, o especialista na área ajudará. Se for estresse, pode ser indicado um psicológico. No caso de boca seca é importante se hidratar durante o dia.

Todo  tratamento feito em pacientes com diabetes, deve ser avaliado o uso de antibióticos para prevenir infecções. Além disso, solicitar exames de sangue antes é uma forma de prevenir riscos.

A relação entre estética dental e diabetes

Hoje, com o avanço da tecnologia nos consultórios odontológicos, os pacientes estão tendo a oportunidade de levar a autoestima através de procedimentos dentários estéticos. As lentes de contato dentária chegaram revolucionando a vida desses pacientes.

Elas são indicadas para corrigir desalinhamentos, correção do formato dos dentes, melhora na cor e diastemas. Por possuírem uma espessura ultrafina o desgaste nos dentes será mínimo. 

Existem diversas opções de tratamentos para quem quer melhorar a aparência do sorriso. Outra opção que oferece um resultado natural é a facetas de resina. Também é ótima para cobrir dentes amarelados, quebrados ou separados. 

Ela reveste partes visíveis do dente, garantindo um sorriso harmônico. É confeccionada totalmente sobre os dentes ou pode ser colada na forma de laminados cerâmicos.

Pode ser feita em uma consulta, os materiais são semelhantes aos usados em restaurações estéticas.

No caso do aparelho ortodôntico de porcelana, por exemplo, o tratamento pode ser recomendável mesmo para diabéticos, apenas deve ser acompanhado de perto por um profissional e ter os cuidados redobrados. 

Uma boa escovação e  fazer uso do fio dental são essenciais para manter a saúde bucal durante o uso. Também pode complementar os cuidados com o uso de enxaguantes bucais.

É possível usar aparelho de porcelana. O fundamental é que o dentista seja especializado no atendimento a diabéticos e saiba acompanhar esse paciente.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Networkflow, especializada em materiais para network, empreendedorismo e dicas para a saúde e retenção de funcionários.

Confira outros assuntos aqui no blog e compartilhe com seus amigos.

 

Óleos essenciais utilizados na aromaterapia proporcionam benefícios para a saúde
Os óleos essenciais são substâncias sintetizadas, armazenadas e liberadas pelas plantas. Sendo completamente de origem vegetal, os óleos essenciais proporcionam benefícios para a saúde e bem-estar físico e emocional por meio da aromaterapia.

Compartilhe!